Aloha

Aloha

Filme Netflix
Assista agora
6.3

Feira

O que deveria ter sido uma ode ao Havaí, é ao invés uma estranha mistura de drama e romance que é tão vago em seus detalhes que você vai coçar a cabeça no final. Não é o pior filme já feito, apenas não está nem perto do melhor. Os fãs de Bradley Cooper podem gostar, mas por outro lado é um pouco esquecível.

Aloha é um filme difícil de quantificar. As classificações gerais foram terríveis. Apenas 5.4 de 10 no IMDB, uma pontuação de 20% no Rotten Tomatoes. Não desgostava tanto, mas também não gostava. Aloha era apenas meh para mim.

Bradley Cooper é o protagonista deste filme baseado no Havaí. Escrito e dirigido por Cameron Crowe (Jerry Maguire, Quase Famoso) prometia muito. Especialmente quando o elenco de apoio inclui Emma Stone, Rachel McAdams e John Krasinski. Bill Murray e Alec Baldwin também participam. E embora sejam todos relativamente decentes, o enredo do filme é meio sem sentido.

Encontramos Brian Gilchrist em um avião militar, a caminho do Havaí. Seu histórico é vago, mas agora ele é um empreiteiro privado. Ele foi encarregado de organizar uma bênção tradicional para um novo portão de pedestres em nome do bilionário Carson Welch (Bill Murray). Mas para prosseguir com a bênção e mover o portão, ele deve negociar com o rei dos ilhéus a permissão deles.


Nesse ínterim, Capitão Allison Ng (Emma Stone), foi instruído a supervisionar Gilchrist e deve acompanhá-lo em todos os lugares. Na mistura está Tracy Woodside (McAdams), a ex-namorada. Ela é casada com Woody (Krasinski). Ele, aliás, também é militar e pilotava o avião que trouxe Gilchrist ao Havaí.

Acontece que, embora Gilchrist apareça como um cara razoável, ele pode ser comprado pelo lance mais alto para realizar qualquer negócio desagradável para fechar um negócio. Tendo prometido aos ilhéus que o céu nunca será transformado em armas por lançamentos do Havaí, ele descobre que Welch, na verdade, escondeu mísseis em seu último foguete.

Por meio de uma série de conversas estranhas sobre o céu com Ng (é tão estúpido quanto parece) e, finalmente, voltando às boas graças de Welch, ele agora deve decidir se vai atrapalhar o lançamento do satélite ou apenas pegar o dinheiro e ir embora.

Aloha é em parte uma história de amor. É também uma história sobre redenção. Mas, infelizmente, no geral é bastante artificial. Isso te deixa no meio de uma história da qual você nada sabe. Explica ainda menos e deixa você coçando a cabeça no final. E quando dos prêmios que você ganhou por isso for 'Atriz que mais precisa de um novo agente' para Emma Stone, então você sabe que errou o alvo!

Bom

  • Ótimo elenco
  • Química do Caráter

Mau

  • Artificial
  • Na falta de qualquer enredo real
6.3

Feira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar tese HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>