Animais noturnos

Animais noturnos

Amazon Filme
Assista agora
9.1

Surpreendente

Este é um filme de duas partes. Em sua vida real, Susan está perdida com seu marido emocionalmente distante, mas quando o manuscrito de 'Animais Noturnos' de seu ex-marido chega, ela é compelida a ler a terrível história de crime que ele escreveu. Uma história poderosa com grandes atuações de Amy Adams, Jake Gyllenhaal e Michael Shannon.

Quando sua estreia na direção for indicada ao Oscar e você não fizer um filme por 7 anos, haverá um interesse agudo.

Depois do soberbo Um homem solteiro, o diretor Tom Ford voltou com o clínico, mas selvagem Animais noturnos. Adaptado do romance Tony e Susan de Austin Wright, o filme é uma história dentro da história.

A rica e criativa proprietária de uma galeria de arte, Susan Morrow (Amy Adams, Elegia caipira) de repente recebe o manuscrito de um romance dedicado a ela e escrito por seu ex-marido, Edward (Jake Gyllenhaal, vida) Enquanto ela lê a história violenta, mas vulnerável, ela se lembra de vários paralelos com sua vida passada com Edward.

Portanto, este é um filme de duas partes. Em sua vida real, Susan está perdida. Duvidando de sua própria habilidade como artista, ela, em vez disso, passou a fazer curadoria de arte. O filme começa com uma instalação hipnótica inesquecível de carne feminina gigantesca girando em um ritmo esparso. É arte?

A própria Susan ainda não tem certeza do que constitui arte. Seu marido emocionalmente distante (Armie Hammer) aumenta seu tédio. O mesmo acontece com a ameaça implícita de ruína financeira (apesar de uma enorme casa pós-moderna e rígida e de uma equipe de espera que mora, é claro).

Então, quando o manuscrito de seu ex-marido para Animais noturnos chega (e literalmente tira sangue dela depois que ela corta o papel no pacote) a onda de emoção a faz querer ler a obra de um homem que ela abandonou como um romântico sem rumo.

O romance mostra um fac-símile de Edward em sua cifra de protagonista, Tony Hastings, conduzindo sua esposa e filha adolescente por estradas remotas no oeste do Texas. Afastado da estrada por três encrenqueiros locais, ele está fraco demais para evitar que sua família seja sequestrada.

Depois de escapar por pouco, ele alerta a polícia e refaz seus passos. Ele encontra os corpos nus e posados ​​angustiantes de seus entes queridos.

A mudança do filme para este inferno neo-noir empoeirado e escuro está em completo contraste com o "mundo real" frio e angular. O diretor Tom Ford nos coloca habilmente no estado mental de Susan, concentrando-nos em closes de Amy Adams.

As tomadas são enquadradas de modo que haja um mínimo de preparação para a cena, mostrando que ela se sente sozinha e, ainda assim, cercada pelo vazio. Mas o senso de urgência na edição de tomadas para as partes do romance destaca o perigo e a impotência de Tony.

Na verdade, quando a ação se torna muito repugnante, Susan e a edição voltam com horror enquanto somos puxados de volta à realidade, quase com medo de continuar.

Um pequeno problema com essa abordagem é que o novo enredo é tenso e urgente em comparação com o enredo do mundo real propositalmente estéril. Portanto, sempre que a ação recua, embora a respiração seja bem-vinda, fico impaciente para voltar.

O artesanato em exibição é inquestionável. Tom Ford brinca com o espelhamento para que, apesar de cortar entre uma história e outra, haja âncoras visuais para nos guiar. Por exemplo, a colocação de cadáveres em um versus supostamente viver em outro.

Mas esse trabalho estilizado e brilhante tem um custo. Aqui está a falta de qualquer conexão real na história atual de Susan. Apesar dos melhores esforços de Adams, sua desconexão subjugada joga o segundo violino para o homem devastado e culpado de Gyllenhall em busca de redenção.

Há também uma mudança de estrela de Michael Shannon (também em 12 Strong - analise aqui) como o detetive grisalho fumante inveterado Bobby Andes. Isso dá à parte "vingança" da história um pouco de coragem, enquanto ele ajuda Tony a rastrear os assassinos.

Claramente escrito por Edward como uma realização de desejo fortalecedor, Susan vê as semelhanças com seu próprio relacionamento com Edward enquanto o filme muda para uma terceira linha de história mostrando seu passado juntos.

Outro excelente desempenho de apoio de Laura Linney como a mãe autoritária e esnobe de Susan (que ainda fala a verdade) dá a Adams a companhia necessária para se recuperar. Da mesma forma, o repugnante Aaron Taylor-Johnson (interpretando 'Ray', o líder do trio assassino) é uma figura de ódio irredimível contra a qual Tony tem que se posicionar.

Animais noturnos é um filme meticulosamente elaborado que usa precisão e talento visual para entregar uma história poderosa com ótimas performances.

Enrolado com subtexto e filmado com um ângulo dark noir, o filme carece de uma conexão emocional com o público além de torcer pela vingança merecida, mas compensa com pura perícia estilizada.

Palavras de Michael Record

Animais noturnos vale a pena assistir?

Em uma palavra, sim! Animais noturnos é definitivamente um filme que vale a pena assistir, especialmente se você ama um thriller romântico assustador que o mantém na ponta da cadeira.

Com performances fantásticas de Amy Adams e Jake Gyllenhaal, envolvendo a tensão e um enredo de vingança satisfatório, Animais noturnos foi até indicado ao Oscar. Michael Shannon recebeu o aceno de Melhor Performance de um Ator Coadjuvante.

Infelizmente, ele não ganhou, mas o de Melhor Ator Coadjuvante no BloodGuts UK Horror Awards foi para Aaron Taylor-Johnson por sua atuação como Ray Marcus.

Onde posso assistir a animais noturnos?

Animais noturnos foi lançado em 2016, então agora existem várias plataformas de streaming nas quais você pode assistir ao filme.

Você pode assisti-lo nos EUA na Netflix e no Reino Unido está disponível para alugar no Amazon Prime.

Animais noturnos também está disponível em outros países ao redor do mundo na Netflix, mas você terá que verificar se pode assisti-lo onde mora.

Animais noturnos - o elenco

Existem alguns diretores e roteiros que simplesmente inspiram os atores a fazer seu melhor trabalho. Animais noturnos é um daqueles filmes.

Com um elenco enorme que inclui Amy Adams como Susan Morrow e Jake Gyllenhaal como seu ex marido Edward Sheffield, os grandes nomes não param por aí.

Michael Shannon é excelente como Detetive Bobby Andes e, como mencionado acima, foi até indicado ao Oscar por sua atuação.

Aaron Taylor-Johnson é suficientemente assustador como Ray Marcus com Armie Hammer como Hutton Morrow, o segundo marido de Susan.

Experimente a Apple TV

Bobbi Menuez (creditado como India Menuez do filme white Girl) como Samantha Morrow, interpreta a filha de Susan.

No romance, a esposa de Tony é Laura Hastings, interpretada por Isla Fisher, que é sequestrada pela gangue de Ray com Laura Linney como Anne Sutton, a mãe afastada de Susan.

ExpressVPN

MAIS NETFLIX E AMAZÔNIA?

Netflix e Amazon Prime têm conteúdo que não está disponível em todos os países. Você pode desbloquear programas regionais e mais filmes com ExpressVPN.

bom

  • Estilo Neo-noir
  • Apresentações arrebatadoras
  • Enredo de vingança satisfatória

Mau

  • Falta conexão emocional nas peças
  • Tão brilhante que há uma desconexão do público
  • Final bastante abrupto
9.1

Surpreendente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar tese HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>